Ilustração: Luana Santa Brígida

Cássia Fernandes lança audiolivro e e-book com acesso gratuito

Um livro para se ouvir e ler é a nova obra poética da escritora Cássia Fernandes. O audiolivro Abracadabras: crio enquanto falo tem lançamento marcado para 12 de maio (sexta-feira), entre 18h e 22h, no Centro Cultural UFG. Além da leitura inaugural de poemas do livro, a programação também prevê a realização de mais uma edição do Sarau das Minas GO e da feira e-cêntrica de publicações independentes. Entrada franca.

Com apoio do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, a saga das protagonistas Miss Austen, Condessa e Madame Natasha ganhou também versão em e-book, com ilustrações de Luana Santa Brígida. Publicado pelo selo Ç3 da Nega Lilu Editora, este projeto editorial de difusão ampliada prevê distribuição gratuita e acessibilidade para leitores com deficiência visual e leitores com deficiência auditiva alfabetizados em Português. A partir de 12 de maio, o livro estará disponível em www.negalilu.com.br nos dois formatos.

A ideia de publicação de Abracadabras: crio enquanto falo no formato de audiolivro ganhou estímulo a partir de experimentações da autora na produção caseira de podcasts. “As pessoas fazem várias coisas ao mesmo tempo, elas podem inclusive manter contato com a literatura durante alguma outra atividade. Como se ouvisse música na web ou notícias no rádio”, argumenta Cássia Fernandes.

Trilha sonora original composta por Wagner Sean e executada pelo Grupo Compasso auxilia o ouvinte na identificação do perfil das personagens. Com direção artística do escritor e produtor musical, Itamar Ribeiro, música de domínio público também foi incorporada para apoiar não somente ambientação, como a narrativa feita em três vozes. Além da própria autora, o audiolivro conta com outras duas intérpretes para os 39 poemas: Carol Schmid e Débora di Sá. As gravações foram feitas nos estúdios da Rádio Universitária de Goiânia, apoiadora do projeto.

“Abracadabras: crio enquanto falo” foi gravado nos estúdios da Rádio Universitária de Goiânia.

Cássia Fernandes conta que as protagonistas têm perfis diversos e, ao dialogarem sobre relações afetivas, se criticam e se desentendem. Os poemas associam o gênero lírico da poesia à narrativa épica, mas a temática é atual. “As personagens viveram há dois ou três séculos e comentam o comportamento humano nos anos 2000, impactado pelas tecnologias e pela cibercultura”, revela a autora.

O heterônimo Miss Austen evoca a escritora inglesa do século XIX Jane Austen. Condessa, por sua vez, seria uma dama libertária e empoderada, que tendo vivido no século XVIII, hoje habitaria o Segundo Círculo do Inferno da Divina Comédia de Dante Alighieri, destinado aos condenados pelo pecado da luxúria. Já Madame Natasha seria uma espécie de ocultista e cigana de origem misteriosa. Todas elas seriam almas desencarnadas que se apropriariam da pena da escritora (do cavalo – expressão que designa o médium na Umbanda) para se expressar e continuar a viver em uma nova época.

 

Distribuição

Um ano após o lançamento do livro Almofariz do tempo (Pantheon), a autora mantém a parceria com a Nega Lilu Editora, agora por meio do Selo Ç3. “Temos um plano ambicioso de circulação, queremos experimentar possibilidades de difusão ampliada para a literatura goiana, em todo o mundo”, revela Larissa Mundim, responsável pela coordenação editorial de Abracadabras: crio enquanto falo.

Como estratégia de estímulo à leitura, a editora vai disponibilizar mil acessos gratuitos para o audiolivro e outros mil downloads franqueados para o e-book, no período de um ano, a partir de 12 de maio. O audiolivro terá circulação em streaming, por meio da distribuidora Ubook, que tem mais de 1,5 milhões de assinantes em toda a América Latina. Simultaneamente, o e-book estará disponível nas maiores lojas virtuais do Brasil (Amazon, Saraiva, Google, Apple, Kobo, Livraria Cultura), através de parceria firmada com a BookWire.

Considerando o caráter inclusivo desta obra literária, a Nega Lilu Editora se propõe também a intermediar o acesso do trabalho aos leitores com deficiência visual e leitores com deficiência auditiva alfabetizados em Português. Inicialmente, o contato se dará por meio de bibliotecas públicas e privadas dedicadas a este público. A primeira agenda de difusão de Abracadabras: crio enquanto falo está programada para o dia 26 de maio, na Biblioteca Braille de Goiânia, uma roda de leitura comentada, com a presença de Cássia Fernandes.

 

Sobre a autora

Cássia Fernandes é escritora e jornalista, diretora de La Lumière – A Casa de Todas as Histórias. Autora dos livros Cartas que não te escrevi e Almofariz do tempo (Pantheon). Integra o coletivo literário e/ou, a partir de publicação na antologia Os olhos do Bilheteiro (Naduk). Cronista do jornal O Popular.

 

 

SERVIÇO

Lançamento: Abracadabras: crio enquanto falo

12 de maio (sexta) – 18h às 22h

Centro Cultural UFG – Praça Universitária, Setor Universitário, Goiânia

ENTRADA FRANCA

 

 

 

 

Programação

18h – Início da Feira e-cêntrica de publicações independentes e artes gráficas (livros, zines, HQs, prints diversos, desenhos originais)
20h – Ato de lançamento do livro Abracadabras: crio enquanto falo, com leitura inaugural de Cássia Fernandes, Carol Schmid e Débora di Sá
20h40 – Sarau das Minas GO
22h – Encerramento

 

FICHA TÉCNICA/AUDIOLIVRO

Coordenação editorial: Larissa Mundim

Direção artística e sampling: Itamar Pires Ribeiro

 

Projeto gráfico e capa: Luana Santa Brígida

Revisão: Vinícius Vargas

Concepção de Trilha sonora original: Wagner Sean

Execução de Trilha sonora original: Grupo Compasso

Mixagem: RockLab Produções

 

Intérpretes:

Cássia Fernandes – Condessa

Carol Schmid – Miss Austen

Débora di Sá – Madame Natasha

Itamar Pires Ribeiro – textos complementares

Larissa Mundim – Apresentação

 

Técnico de gravação: Cloves Henrique

 

Gravado nos estúdios da Rádio Universitária de Goiânia, emissora vinculada à Universidade Federal de Goiás – UFG, e no estúdio RockLab.

 

Publicado pelo selo editorial Ç3 da Nega Lilu Editora.

ISBN: 978-85-93556-01-2

 

Apoio: Fundo Arte e Cultura de Goiás, Seduce e Governo do Estado de Goiás.

 

Comentar

Comentários (0)

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será revelado. Os campos obrigatórios estão marcados com *