Foto: Larissa Mundim

HQ pós-apocalíptica de Emerson Rodrigues inaugura selo editorial infantojuvenil

A bala é moeda de troca na sociedade que vive em guerra há séculos. Tecnologias foram perdidas e o prejuízo irreparável provocado pelas batalhas afetou o conhecimento humano, o meio ambiente, transformou culturas. Assim vive a humanidade na série Cidade Buraco, história em quadrinhos de Emerson Rodrigues, cujo primeiro volume será lançado pelo Selo Tuci da Nega Lilu Editora, na sexta-feira (5/5), às 19 horas, na Mandrake Comic Shop, em Goiânia.

Cidade Buraco: volume 1 também já tem seu lançamento nacional programado para 17 de junho, durante a Feira Dente, em Brasília, o maior evento de publicações independentes do Brasil Central. A graphic novel dedicada ao público infatojuvenil é uma realização do studio Mão de Macaco, em parceria com a Hábil Produção, com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

A Guerra dos Cem Anos (1337-1453) sempre instigou o diretor de animação Emerson Rodrigues e motivou a criação do roteiro de Cidade Buraco. O conflito épico entre Inglaterra e França inspirou, num futuro distante e ficcional, a história de uma sociedade que vive permanentemente em guerra, sem perspectivas de cessar fogo, num mundo onde a Paz não é real, tornou-se um conceito.

“Só existe paz na Cidade Buraco”, conta o autor, um dos cinco brasileiros selecionados para o projeto SEA − Concept Development  Master Class, que reuniu novos talentos da animação mundial em 2014, na Dinamarca, sede do The Animation Workshop. Segundo Emerson Rodrigues, a cidade escondida no meio do deserto é a protagonista da série e, por meio dela, o leitor é convidado a refletir sobre o nosso tempo. “Desenvolvimento tecnológico nem sempre significa avanço”, comenta ele.

No universo pós-apocalíptico criado pelo quadrinista, gerações inteiras nasceram e morreram sem saber por que lutavam. Por isso, a saga contada em torno da existência da Cidade Buraco traz referências à cultura que se instala em situação de combate, justificando a valorização da bala em detrimento do ouro. “Na trincheira, as pessoas continuam existindo e coexistindo, mas as necessidades humanas mais básicas dão lugar à busca de novos modos de sobrevivência”, reflete.

Em Cidade Buraco, de maneira direta e indireta, o leitor vai encontrar menção ao nazismo, à Guerra Fria, bem como a outros episódios históricos de disputa por poder e que resultaram em danos à humanidade e ao planeta Terra. Para a Nega Lilu Editora, que publica a HQ pelo selo Tuci, o projeto cria oportunidades de reflexão sobre a cultura de paz, assunto abordado nas oficinas de desenho que vêm sendo ministradas pelo próprio autor, em escolas públicas de Goiânia.

Estímulo à leitura

“Com o lançamento de Cidade Buraco : volume 1, o estímulo à leitura ganha espaço definitivo na agenda da Nega Lilu Editora”, confirma a responsável pela coordenação editorial do Selo Tuci, Larissa Mundim. Ela conta que publicar livros ilustrados e HQs é um desejo presente desde a fundação da editora goiana, mas que faltava um produto de impacto para a abertura do catálogo. “Cidade Buraco tem potencial e qualidade técnica para circular pelo mundo e aceita o desafio que é dialogar com as crianças e os adolescentes do nosso tempo”, completa.

 

 

SERVIÇO

Lançamento: Cidade Buraco: volume 1
5 de maio (sexta-feira) – 19h
Mandrake Comic Shop (Av. T-3, 2673, Galeria Pátio do Lago – Setor Bueno, Goiânia)
Entrada gratuita

Mais info: www.cidadeburaco.com

 

 

 

 

O AUTOR

Emerson Rodrigues é diretor de animação. Cursou Desenho Industrial na UnB − Universidade de Brasília, participou de especializações na Concept Design Academy (Califórnia) e na renomada escola de animação francesa Gobelins, L’école de I’image. Esteve entre os cinco brasileiros selecionados para o projeto SEA − Concept Development Master Class, que reuniu novos talentos da animação mundial em 2014, na Dinamarca, sede do The Animation Workshop. Responsável por projetos em animação desenvolvidos para Nike, McDonald’s, MTV, VH1, Red Bull, WWF, Coca-Cola. Professor da Escola Goiana de Desenho Animado, desde 2013. Atualmente, dirige o Mão de Macaco, escritório para projetos autorais, em Goiânia.

 

 

FICHA TÉCNICA

Coordenação editorial: Larissa Mundim

Roteiro: Emerson Rodrigues

Revisão: Vinícius Vargas e Larissa Mundim

Ilustração: Emerson Rodrigues

Coloração: Emerson Rodrigues

Assistente de coloração: Guilherme Rossiny

Projeto gráfico: Carlos Sena

Produção gráfica: Carlos Sena

Edição: Nega Lilu Editora

 

 

 

Comentar

Comentários (0)

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será revelado. Os campos obrigatórios estão marcados com *